MORRE UM CAPIM NASCE OUTRO!

Todos conhecem o Ministério de CHICO XAVIER. Sua obra em nome de Jesus na terra é até hoje crescente. Sempre atento as lições da Espiritualidade Amiga, ele exercia o bom humor e a humildade como ninguém. Ao longo de sua caminhada ele escreveu 412 livros, vendeu 25 milhões de exemplares e dou toda a renda, em cartório a instituições de caridade.

Na Biografia AS VIDAS DE CHICO XAVIER, por Marcel Souto Maior, encontraremos diversas historias sobre sua vida e seu legado, uma delas relatarei aqui:

Chico já estava cansado. Trabalhava, lutava no centro, fazia caridade, escrevia quase por compulsão e continuava desacreditado. Ele reclamava dos incrédulos, se queixava dos comentários envenenados e se entregava à reza. Após uma das várias orações, Maria João de Deus volto a cena e, em vez de um conselho, sugeriu um remédio:

- Meu filho, para curar essas inquietações, você deve usar água da paz.

Chico saiu à procura do remédio em todas as farmácias de Pedro Leopoldo . Nada. Recorreu a Belo Horizonte. Nada de novo. Ao fim de duas semanas, comunicou à mãe o fracasso da busca. A aparição ensinou:

- Não precisa viajar você poderá obter o remédio em casa mesmo. Pode ser a água do pote.

- Como assim?

- Quando alguém lhe fizer provocações, beba um pouco de água pura e conserve-a na boca. Não a lance fora em engula. Enquanto persistir a tentação de responder, guarde a água da paz banhando a língua.

Chico engoliu a lição do silencio. E digeriu.

Nessa noite, sentiu o braço movido por alguém, tomou o lápis e despejou os versos:

“Meu amigo, se desejas pás crescente e guerra pouca
ajuda sem reclamar e aprende a calar a boca”
Casimiro Cunha, poeta de Vassouras, morto em 1914.

Tudo que ele queria na vida:

- Meu ideal é viver o Evangelho de acordo com nosso Senhor Jesus Cristo e servir humildemente ao homem.

Quando inquirido pelo repórter se teria substituto pra ele após a sua morte ele respondeu:
- Morre um capim nasce outro.

Nossas ternas homenagens a uma vida eterna de amor a Jesus e ao irmão.

Conheça mais: Ah, o Chico...

4 comentários:

Adriana disse...

Carol, querida!!

AMEI seu post!! Não sei porque, mas imaginei que vc colocaria esse texto da "água da paz" aqui! Porque será, hein?... rsrsrs...

Nossa, todas as palavras que eu use para descrever minha admiração pelo Chico Xavier serão poucas, por isso, atenta à humildade que ele mesmo pregou, apenas digo: OBRIGADA CHICO!!

E, acima de tudo, obrigada, Meu Deus, por permitir que esse Espírito Iluminado (seja Kardec, Lívia, ou quem for) tenha reencarnado na Terra mais uma vez para nos passar tantas lições e realizar tão belo trabalho junto à Espiritualidade Amiga!... Permita que um dia possamos ser uma humilde minhoca, a andar por entre tantos capins, regados com Teu Amor!...

Ah, Carol, estou adorando esse livro! Obrigada!! ;)

Beijos!!

Jeanne disse...

Linda homenagem, tudo o que se disser de bom sobre este espirito de luz será pouco perante sua grandeza.
Li o livro e já reli, pretendo ler outras vezes, é uma lição de vida, todos deveriam ler, inclusive não espiritas, pq Chico ficou acima de religiões!
Beijos

Carol disse...

Dri....
# Que assim seja!

Jeanne
# Que bom saber que existem outras pessoas como eu, que gostam de ler varias vezes os mesmos livros, até mesmo rever os mesmos filmes. Você bem sabe como foi difícil escolher uma mensagem para publicar. A medida que ia relendo tentando escolher algo pra publicar, eu percebia que queria expor o livro todo, daí que surgiu a idéia de divulgar o livro não só parte de um capitulo... Chico realmente é um espírito extraordinário!
Um grande abraço!

Du disse...

Sempre fui fã de Chico Xavier, ele sempre me comoveu muito.
Fiquei emocionada com esta história.

Beijos